top of page
  • Foto do escritorGeovanne Solamini

5 motivos que comprovam que Rebeca foi o melhor personagem de ‘Um Lugar ao Sol’

Andrea Beltrão retornou às novelas em grande estilo com uma personagem ovacionada pelo público e pela crítica


Imagem: Reprodução/Globo

Mesmo com inúmeros problemas que já falamos por aqui, ‘Um Lugar ao Sol’ deixou a grade da TV Globo com alguns acertos e com certeza a personagem Rebeca de Andréa Beltrão foi um deles. A atriz nunca foi de emendar muitos trabalhos seguidos, mas quase tudo que se propôs a fazer deixou a sua marca e ficou para sempre na memória do público.


Separei 5 motivos que fazem de Rebeca a melhor personagem da novela. Confira!


Retorno às novelas após 20 anos afastada


Imagem: Reprodução/TV Globo

Andrea Beltrão ficou conhecida por seus papéis em programas de humor, mesmo depois atuando em novelas como ‘Rainha da Sucata’ (1990), ‘Mulheres de Areia’ (1993), ‘A Viagem’ (1994) e ‘Era Uma Vez’ (1998). Na década de 2000 participou de ‘Os Normais’ (2002), integrou o elenco de ‘A Grande Família’ (2001-2014) entre a 2ª e a 9º temporada. Ainda protagonizou ‘Tapas & Beijos’ (2011-2015) ao lado de Fernanda Torres. Sua última novela foi ‘As Filhas da Mãe’, exibida em 2001. Nos últimos anos, seu grande papel de destaque foi no filme e na minissérie, onde deu vida à Hebe Camargo.


Desde quando começaram a sair notícias na imprensa, essa informação já chamava a atenção e deixava o público ansioso por esse grande retorno. E veio aí em grande estilo, pois a personagem caiu nas graças do público e marcou a novela.


Uma mulher à frente do seu tempo


Imagem: Reprodução/TV Globo

Rebeca era uma mulher moderna, que pensava para frente mesmo com seus dilemas com a sua idade e como ela já começava a impactar a sua vida. Em certo ponto da novela, ela se envolve com Felipe (Gabriel Leone), um rapaz mais jovem e com a agravante de ser amigo da sua filha, o que não foi impedimento para que ela se entregasse ao amor. Claro que não foi fácil, mas foi possível notar que o comportamento da personagem e do público foi natural.


Em outro caso, Rebeca era a melhor amiga de Ilana (Mariana Lima), ambas da mesma idade que partilhavam o drama e a delícia de ser uma mulher madura. Era o ponto de apoio de Ilana e muitas vezes foi responsável por abrir os olhos da amiga, como por exemplo para que ela redescobrisse a sua sexualidade e se entregasse ao seu grande amor por Gabriela (Natália Lage). Outro ponto que merece destaque foi o momento que Rebeca descobriu o prazer sozinha em meio a uma crise no seu casamento falido. A cena em que a modelo se masturba foi importante para trazer à tona o debate do prazer menino em plena novela das 21h, fazendo com que as pautas feministas sejam cada vez mais desenvolvidas.


Etarismo em pauta no horário nobre


Imagem: Reprodução/TV Globo

Para quem não sabe, o etarismo pode ser definido como intolerância à idade ou como a própria Rebeca citava, é o preconceito com pessoas mais velhas. Partindo disso, Lícia Manzo foi muito feliz em abordar o etarismo e com o diretor Maurício Farias, escolheu a dedo a atriz que daria vida ao personagem que discutiria o tema.


A novela retratou esse tipo de preconceito ao mostrar que, assim como muitas mulheres, Rebeca sofreu. Começa a novela não aceitando que está envelhecendo e quer esconder a idade a qualquer custo. Ao decorrer da novela, isso vai mudando e aí que ela começa sofrer o único preconceito que todas pessoas vão sofrer um dia.


No trabalho, começa a perder oportunidades para emplacar campanhas publicitárias – o mercado é um dos mais preconceituosos com essa questão, ainda mais com mulheres – e na vida pessoal, onde sempre era taxada por “não ter mais idade para isso”. O pior de tudo era ouvir isso da sua filha, que era uma chata e destilava comentários como esse.


Quebra da quarta parede


Imagem: Reprodução/Globo

‘Um Lugar Ao Sol’ resgatou um elemento muito característico das novelas das 19h da década de 80. A quebra da quarta parede acontece quando o personagem faz a cena conversando com o público, olhando fixamente para a câmera. Rebeca fazia caras e bocas para a câmera e de certa maneira queria comunicar alguma coisa com quem está do outro lado da telinha. A verdade é que em quase todas as cenas de Rebeca esse elemento era usado e fazia o maior sucesso entre os fãs da novela. Foi uma boa sacada e um dos grandes destaques da novela!



Rita Lee como tema da personagem


Além disso tudo, vale citar também que Rebeca foi “abençoada” por conseguir um feito quase que inédito hoje em dia: ter uma música só para ela e que marcou a personagem. O retorno de Rita Lee como tema de novela aconteceu com “Change”, o seu mais recente sucesso desde 2012. Para quem assistiu a novela, se tornou impossível ouvir a música sem se lembrar das inúmeras cenas icônicas de Rebeca.

Kommentare


bottom of page